sábado, 24 de janeiro de 2009

Lamadarcos e os povos promíscuos

No limite com a Galiza, no concelho de Chaves, situados na região do Alto Tâmega, existem umas aldeias que foram conhecidas pelo nome de "povos promíscuos". Trata-se das aldeias de Lamadarcos (oficialmente Lama de Arcos), Cambedo e Soutelinho da Raia. Não é a minha intenção falar hoje do que foram esses "povos promíscuos" nem da sua História. Simplesmente direi, por enquanto, que se trata de umas aldeias que, por séculos, ficaram divididos pela linha divisória da Raia, fazendo com que houvesse uma mistura entre galegos e portugueses, o que favorecia, aliás, o contrabando e uma adscrição a uma ou outra nacionalidade dependendo das circunstâncias. Foi o Tratado de Limites de Lisboa de 1864 que pôs fim a esta situação, ficando Portugal na posse definitiva das aldeias, em troca do Couto Misto, território do qual falaremos em outra ocasião.

Uma dessas aldeias era Lamadarcos, onde a fronteira passa a menos de 200 m. da localidade. É uma aldeia com duas igrejas e o casario é o típico da região do Alto Tâmega e da Galiza, com a presença do granito como material de construção. É mesmo uma aldeia raiana, não apenas pelo facto de a fronteira discorrer a poucos metros da mesma, mas também porque o acesso à localidade é feito a través de uma estrada que começa a apenas pouco mais de 100 m. da fronteira de Vila Verde da Raia/Feces de Abaixo, muito utilizada no trânsito local e nas comunicações entre Chaves e Verín.

De resto, é uma aldeia rural da região, sem outra característica própria que a de ter sido um dos chamados "povos promíscuos". Eis aqui umas fotos tomadas numa fria tarde de inverno onde uma sopinha bem quente vinha mesmo a calhar e um entrecosto de porco com batata assada no forno e arroz e uma maçã assada com canela e vinho do Porto que fazia parte da ementa da qual tive o prazer de me deliciar!

Foto 1. Campos de Lamadarcos, mesmo no fundo da aldeia. A casa da fotografia é a última da aldeia e fica já no meio das serras galegas vizinhas.
Foto 2. Pôr do sol de inverno em Lamadarcos.
Foto 3. Casario tradicional em Lamadarcos.
Foto 4. Vista geral da aldeia com a Igreja matriz.
Foto 5. Ponte fronteiriça vista do lado de Portugal.
Foto 6. Ponte fronteiriça vista do lado da Galiza.
Foto 7. Aldeia de Lamadarcos vista da fronteira.

Ver mapa maior
Mapa 1. Mapa de situação dos "povos promíscuos".

Ver mapa maior
Mapa 2. Lamadarcos no seu contexto geográfico.

3 comentários:

  1. Grande iniciativa...

    Cumprimentos de um raiano de lamadarcos

    ResponderEliminar
  2. Gostaria de saber se o trilho do contrabando está devidamente marcado e onde é o início do mesmo.

    Obrigada

    Cmp

    ResponderEliminar